Home > Notícias > Dois pesos, duas medidas

Dois pesos, duas medidas

Câmara que condenou Dilma Rousseff sem crime, rejeita duas vezes denúncia contra Temer, ignorando todas as provas materiais

 

A obstrução das denúncias contra Temer pela Câmara dos Deputados provou que o impeachment de Dilma Rousseff não se deveu ao cumprimento legal. Interesses escusos foram revestidos pelo discurso de combate à corrupção. Políticos ligados a empresários e latifundiários uniram forças com setores mais conservadores da mídia para desestabilizar o Governo, gerando uma das maiores crises política, institucional e econômica que o país já viveu.

O golpe parlamentar resultou em quase cem anos de retrocessos na legislação trabalhista, além de destruição das políticas sociais e comprometimento da própria soberania nacional. Para Pellegrino, “é preciso entender a quais interesses este governo ilegítimo serve para a sociedade saber o nível de injustiça que ocorreu com nossa presidenta e o povo brasileiro”.

O deputado ressalta que a política social do PT, desde o primeiro mandato de Lula, confrontava interesses de quem desejava manter privilégios. “O discurso de combate a corrupção e a tentativa de manchar o nome do PT fez parte da estratégia que, no final das contas, visava atingir o trabalhador brasileiro”. Outro exemplo de contradição do discurso político foi a absolvição, pelo Senado, de Aécio Neves, envolvido em escândalos de corrupção. “A perseguição contra o PT não vai prosperar. A verdade ficou clara: Lula conta com apoio popular incrível, e os partidos mais rejeitados são PSDB e PMDB” – completou o deputado.