Home > Notícias > Livro “A última clandestina em Paris” é lançado em Salvador

Livro “A última clandestina em Paris” é lançado em Salvador

Na noite desta quinta-feira (8), o deputado federal Nelson Pelegrino participou do lançamento do livro “A última clandestina em Paris e outras histórias”, quinto volume da série “Galeria F – Lembranças do mar cinzento”, de autoria do jornalista e escritor Emiliano José. A obra narra os dolorosos tempos da ditadura, torturas, perseguições e medo. Trata de personagens femininos e foca em Maria José Malheiros, uma militante de esquerda que viveu 40 anos com um nome falso.

“Emiliano José mergulha fundo nas histórias de militantes que enfrentaram e combateram a ditadura de 1964. Seus livros são um retorno a uma história recente e dolorosa do Brasil”, disse Pelegrino.

O autor também conta histórias como a saga de Haroldo Lima e Solange, da médica Cleuza Borges e José Carlos Zanetti, e da psicanalista Jacy da Franca Soares e Geraldo Soares Silva, além de três psicólogas assassinadas: Iara Iavelberg, Pauline Philipe Reichstul e Aurora Maria Nascimento Furtado.

No prefácio, o psicanalista Cláudio Carvalho ressalta a predominância de personagens femininas, num momento em que políticos patriarcais tomam o poder político.  Ele revela a militância clandestina, como trabalhadores do cacau, do casal Rubem Leal Ivo, engenheiro, e Anete Brito Leal, Doutora em sociologia, professora da UFBA e  da Université de Paris XII. O capítulo 4 é dedicado a Jorge  Almeida, importante cientista político e filiado ao PSOL, ex-dirigente da AP, fundador do PT, mas, nos anos de chumbo,  simplesmente “Macarrão”.